Ginecologia Natural 

e o Reencontro

da Mulher com o

Feminino

É um caminho que procura observar e conhecer melhor os ciclos femininos, prezando pelo autoconhecimento e autocuidado e empoderando a mulher na relação com seu próprio corpo. Estimula que cada mulher procure dentro de si a origem dos desequilíbrios que geram as doenças. É um resgate de sabedorias ancestrais, focado em tratamentos naturais e alternativas ao que a medicina tradicional propõe, trazendo um olhar holístico e sensível e buscando a saúde, ao invés da doença. É também um movimento que reflete a insatisfação das mulheres com o modelo de saúde imposto atualmente e que busca uma maior consciência em relação a o que é ou não saudável para si, para o coletivo e para o planeta.

Atenção: Ginecologia Natural não é uma especialidade médica

PARA QUAL MULHER O PARTO HUMANIZADO É INDICADO?
QUERO FAZER UM PARTO HUMANIZADO NO HOSPITAL, É POSSÍVEL?
UMA GRAVIDEZ DE RISCO IMPEDE QUE EU FAÇA UM PARTO HUMANIZADO?
O PARTO HUMANIZADO É MAIS CARO DO QUE O PARTO TRADICIONAL?
O QUE É GINECOLOGIA NATURAL?
É POSSÍVEL TRATAR DOENÇAS GRAVES COMO CÂNCER DE MAMA OU DE COLO DO ÚTERO COM A GINECOLOGIA NATURAL?

Nada é proibido, a pílula não é a vilã aqui, muito menos um monstro que deveria ser banido. O que a Ginecologia Natural traz para debate é o uso indiscriminado de hormônios. Muitas mulheres que usam pílula anticoncepcional, reposição hormonal na menopausa ou outras medicações com hormônios não têm real consciência dos riscos nem são ofertadas outras terapêuticas. Para muitos distúrbios (por exemplo: endometriose e síndrome dos ovários policísticos), a medicina tradicional tem como opção de tratamento apenas os hormônios. O uso de hormônios sintéticos é uma opção sim, tem seus prós e contras e algumas mulheres podem se beneficiar deles. Mas esta não é sua única escolha. Os tratamentos naturais vêm trazer outras opções e estimular uma escolha consciente.

É PROIBIDO O USO DE ANTICONCEPCIONAIS E OUTROS REMÉDIOS FARMACOLÓGICOS NA GINECOLOGIA NATURAL?

A maioria dos tratamentos naturais consegue prevenir, tratar e reverter doenças em seus estágios iniciais. Doenças mais graves como uma infecção no rim ou um câncer devem recorrer aos tratamentos alopáticos, podendo estes ser associados às terapias alternativas.

POSSO ALIAR GINECOLOGIA TRADICIONAL COM A NATURAL?

Pode sim! A Ginecologia Natural vem como mais uma aliada, como uma opção de tratamento, ampliando o seu leque de escolhas. Caberá a você decidir o que é melhor para si mesma.

Existem métodos contraceptivos que não possuem hormônios: DIU de cobre, diafragma e camisinha, tanto feminina quanto masculina (lembrando que a camisinha é a única que também protege contra doenças sexualmente transmissíveis). Além disso, existe o método de auto-percepção da fertilidade. A base deste método é conhecida como Método Billings – que parte da observação diária do muco e do estado de lubrificação vaginal. O Método Billings, quando bem utilizado, tem eficácia de 98%, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Vem comigo, vou te ensinar!

ENTÃO QUE DOENÇAS PODEM SER TRATADAS COM MÉTODOS NATURAIS?

Corrimentos, infecções urinárias, distúrbios menstruais, síndrome dos ovários policísticos, miomas, endometriose, sintomas da menopausa/climatério, herpes, enxaqueca, entre muitos outros.

NÃO QUERO MAIS TOMAR HORMÔNIOS. O QUE POSSO FAZER PARA PREVENIR UMA GRAVIDEZ INDESEJADA?

 © 2018 criado por Kalinka Araneda

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle