• Andrea Rebello '

Prazer, Diafragma!

Conheça um pouco mais deste método contraceptivo não-hormonal chamado diafragma


Acho que a maior parte das pessoas já ouviu falar sobre o diafragma quando aprendeu sobre os métodos contraceptivos na escola. Devo confessar que não aprendi muito mais do que vocês na faculdade de Medicina. Basicamente, os professores da época acreditavam que era um método em desuso e de difícil utilização, por isso não aprendi muitos detalhes sobre ele. Lamento que ainda hoje muitos profissionais sigam desconhecendo o método e, por causa disso, tenham preconceitos sobre ele.


Nos últimos anos, depois de me tornar uma estudante de Ginecologia Natural, tenho buscado aprimorar os meus conhecimentos sobre os métodos contraceptivos não-hormonais. Recentemente, caí de amores pelo diafragma e, como toda boa recém-apaixonada, quero compartilhar com o mundo tudo sobre ele!

Oi, sumido!

Gente, esse é o diafragma, olha que bonitinho! <3


Prazer, diafragma!

Ele é feito de silicone antialérgico rosa e tem essa mola flexível na borda que facilita a entrada no canal vaginal. A própria mulher o introduz no fundo da pepeka (mais ou menos como o coletor menstrual) e aí ele fica lá, cobrindo todo o colo do útero. Ele funciona como uma verdadeira MURALHA contra os espermatozoides (por isso ele é considerado um método de barreira mecânica), pois impede que eles subam até o útero e fecundem um óvulo. Sem ter para onde ir, os zóides morrem afogados na acidez vaginal durante as horas seguintes à ejaculação. Que dó! (sqn rs...)


Passo a passo: como colocar o diafragma


Você pode colocar o diafragma apenas quando for ter relação sexual ou então usar todos os dias.


No primeiro caso só rola com o mínimo de planejamento prévio, porque o diafragma precisa ser colocado pelo menos uma hora antes do rala-e-rola. Então se você tá num date e sentir que o clima tá esquentando ou se sabe que vai dormir com o boy, já sabe: dá uma escapulida e coloque o bichinho. O oba-oba tá liberado: pode transar quantas vezes quiser, sem medo de ser feliz. Mas é sempre bom dar aquela verificadinha se ele continua no lugar, ainda mais se a night estiver caliente. Depois da última relação, espere de 8 a 24 horas, retirar o diafragma, lavar com água corrente e sabão líquido neutro, secar bem e guardar no estojinho.


Se você não é do tipo que se planeja e tem uma vida sexual ativa intensa, prefira usar o diafragma todos os dias, retirando apenas uma vez por dia para higienizar (respeitando a regra de pelo menos 8 horas após a última transa).


Mas como coloca o diafragma? Parece difícil no começo, mas é que nem andar de bicicleta, depois que você aprende, vira automático! A dica é treinar bastante antes de usar pra valer, até que você domine completamente a técnica.

Passo a passo:


1. Lave o diafragma com água morna e sabonete neutro. Enxague e seque o bichinho com uma toalha limpa.

2. Faça xixi.

3. Lave bem as mãos.

4. Em pé, na posição que você se sentir mais confortável, dobre o diafragma com a parte redonda para baixo e coloque ele dentro da pepeka, bem lá no fundo, sentindo que alcançou o colo do útero.

5. Ele deverá se soltar e naturalmente se acomodar à entrada do colo do útero.

6. Se você sentir algum desconforto pode ser sinal de que não está bem colocado – o diafragma não causa incômodo nem para você e nem para o parceiro durante a relação.

A ginecologista e obstetra Halana Faria, do Coletivo Feminista Sexualidade e Saúde, demonstra como colocar o diafragma no vídeo abaixo:


Os prós e os contras do diafragma



Confira os prós de usar o diafragma como método contraceptivo:


Não traz efeitos colaterais, porque não usa hormônios. Isso inclui: ciclo menstrual e libido intactos!


É econômico, porque tem a durabilidade de dois a três anos caso a mulher não ganhe/perca mais dez kg e não engravide nesse tempo.


É eficiente, pois quando colocado corretamente, a sua taxa de eficácia é de 94% a 98%, quase a mesma do contracepctivol hormonal regular (pílula ou injeção).


Dá autonomia à mulher e contribui para a sua independência e autoconhecimento, já que a colocação depende 100% dela e ela decide quando colocar e quando tirar.

Confira os contras de usar o diafragma como método contraceptivo:


Não previne contra AIDS e outras IST’s (infecção sexualmente transmitida), assim como nenhum outro método contraceptivo que não seja a CAMISINHA.


Não é um método contraceptivo extremamente prático, pois exige atenção, higiene e cuidado para que ele tenha eficácia (mas isso pode ser positivo, dependendo de como você vê, afinal você é obrigada a dar uma atenção especial para o seu corpo e saúde).


Não é 100% eficaz, como NENHUM método contraceptivo. A única maneira de garantir que você não ficará grávida de maneira alguma é NÃO TRANSAR.

Não pode ser usado como coletor menstrual, embora até segure o comecinho e o finalzinho do fluxo, mas não segura a menstruação.


O diafragma não pode ser usado por mulheres virgens; com malformações vaginais, “bexiga baixa” e outras alterações anatômicas na região que prejudiquem o encaixe; com casos de vaginismo severo; em pós-parto imediato e com infecções na vagina ou no colo do útero.



Adorei, quero conhecer esse lindo mais de perto!


Aqui no Brasil, o diafragma é produzido apenas pela marca SEMINA e tem em 6 tamanhos diferentes: 60mm, 65mm, 70mm, 75mm, 80mm e 85mm. Para adquirir um diafragma para chamar de seu, você precisa seguir esse roteiro:


1) Marque uma consulta com o seu ginecologista e informe que você quer medir o seu colo do útero e o ângulo da sua vagina. Isso é feito através de um exame de toque.


2) Se você optar por comprar, os preços variam entre R$115,00 e R$169,90 (março/2019). Você pode comprar pela Internet, como nos sites abaixo, e logo ele chega todo belo.

https://www.telediu.com.br/produto/27/diafragma-vaginal https://www.farmaciadoleme.com.br/produto/549/diafragma-de-silicone-n-80-contem-1-unidade-semina


3) Quando chegar, marque o retorno ao ginecologista para testar se o tamanho está correto mesmo.


4) Você pode pedir o seu diafragma de forma gratuita no SUS. Vá até a unidade de sáude básica (postinho) mais próxima da sua casa e informe que você quer um diafragma. É um direito seu como cidadã brasileira!


Dicas de ouro da tia Dea


Só esperando as lindas que querem adotar um diafragma para chamar de seu! (A Casita, Santo André)

* Se houver mais de um ato sexual, faça o auto-exame de toque entre uma transa e outra para verificar se ele continua certinho no lugarzinho dele!


* Toda vez que for usar o diafragma observe-o contra a luz para verificar se está intacto.


* Se quiser, ode usar um pouco de lubrificante à base de água (ex: KY) nas bordas para facilitar a inserção. Caso utilize geleia espermicida, não é necessário o lubrificante, e você deve colocá-la na borda e um pouco dentro do diafragma. Eu particularmente não recomendo o uso de espermicidas, pois podem provocar irritação e/ou feridas no canal vaginal.


* Para ganhar mais intimidade com o diafragma, sugiro usá-lo em momentos comuns do dia que não tenham a ver com sexo, tipo ir trabalhar, assistir a um filme ou fazer exercícios.


* Caso você se sinta insegura em investir nesse método, eu sempre dou a ideia de ir na farmácia e comprar uma caixa de coletores menstruais descartáveis da Prudence, pois eles possuem formato e tamanho muito parecidos com um diafragma e a forma de colocar e retirar é a mesma! Assim, você pode treinar em casa e ver se você se adapta ou não a essa rotina!


* Tire suas dúvidas sobre o uso de diafragma com mulheres que usam/usaram o método nesse grupo do Facebook: https://www.facebook.com/events/538849389820377/

1,109 visualizações

 © 2018 criado por Kalinka Araneda

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle